Skip Navigation

Basílica da Estrela - detalhe

Designação

Designação

Basílica da Estrela

Outras Designações

Basílica do Coração de Jesus
Convento do Sagrado Coração de Jesus

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Basílica

Inventário Temático

-

Localization

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Estrela

Endereço / Local

Largo da Estrela
Lisboa
1200 667 Lisboa

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)
Decreto de 10-01-1907, DG n.º 14, de 17-01-1907

ZEP

Portaria publicada no DG, II Série, n.º 288, de 14-12-1955

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

World Heritage

-

Descrições

Nota Histórico-Artistica

A construção da Basílica da Estrela e do convento das carmelitas descalças, este ocupado por serviços públicos desde 1885, iniciou-se em finais do sec. XVIII em resultado de um voto de D. Maria I, nela intervindo os arquitectos Mateus Vicente de Oliveira e Reinaldo Manuel. A igreja basilical, de nave única e planta em cruz latina, é uma das mais brilhantes realizações do Barroco tardio, com inclusão de elementos já neoclássicos. A fachada é coroada por frontão triangular enquadrada por duas torres sineiras com relógios, e decorada com estátuas monumentais e figurações relevadas alusivas ao mistério do Sagrado Coração de Jesus. No interior salienta-se o altar-mor, com retábulo da mesma temática, e ainda a tela A Ceia, de Pompeo Battoni, ou o grupo escultórico da Eucaristia, desenho de Machado de Castro (como no caso das esculturas do exterior). A classificação inclui os túmulos de D. Maria e do seu confessor, em monumento fúnebre marmóreo, de feição neoclássica. SML

Images